quinta-feira, 17 de julho de 2008

Consertar ou Concertar?!?

Adoro diálogos com dicionários,os tenho desde menino, e tiro deles muito contentamento. Me lembro de ser sua leitura uma das coisas que me dava prazer quando eu era pequeno e de como descobrir as palavras me proporcionava alegria.

Um dia desses, inspirado por algumas imagens oriundas da pesquisa de uma amiga com música, resolvi brincar com o Houaiss, meu dicionário predileto, e manter com ele um diálogo, assim como quem conversa com um amigo.

Com o desconcerto do planeta e seus habitantes, me pus a pensar: Do que precisa este mundo? Conserto, ou concerto?

E descubro, para minha surpresa, que até o final do século XIX, a língua portuguesa só registra concertar com c. Consertar com s, portanto, é uma especialização recente, que faz com que diversas das acepções dos dois verbos se mesclem.

Quem sabe mesmo se ao concertar a gente não esteja mesmo consertando alguma coisa que se quebrou em nossa existência coletiva... Porque agrupado em concertar, se encontram as acepções que se aproximam de 'harmonizar, pôr em acordo', e em consertar, as mais correlacionadas com 'reparar, remendar'. Uma buscando a outra, uma completando a outra...

Muita gente acha que este mundo não tem mais jeito nem salvação, já outros mantém a esperança de que seja possível. Como a salvação não é mesmo ir para o céu, mas colocar o separado junto de novo – do grego soteros, de onde vem nossa palavra sutura - ao concertar, colocamos em harmonia o que se perdeu e damos à imagem quebrada em nós a chance da reparação, e em certo sentido antecipamos a harmonia e a beleza de levar o outro em conta e viver em um mundo muito diferente desta ruptura geral na qual vivemos ao nos tornarmos o estranho paradoxo de podermos ser um ainda que sendo cada um.

Isso é possível porque concertar como verbo é transitivo direto, transitivo indireto e pronominal e sempre é pôr-se, ou estar, em harmonia, em acordo; harmonizar, acordar, conciliar. Mas só pode fazer isso ao ser bitransitivo, pois que deve entrar em concerto, em 'acordo comum'; deliberar em conjunto, tramar de comum acordo; pactuar, combinar, concordar... para então surpreender.

Mas não faz isso em secreto, mas em cima do palco e na porta de entrada como quem "conserta a entrada com uma guirlanda de flores", que todos sentem e apreciam, e chama atenção, mostra o belo ao colocar enfeites; ornar, enfeitar, ornamentar.. todos sinônimos esquecidos da concertação.

E não fica só no estético o ato de concertar, senão que no prático, acertando os detalhes do palco da vida, um sabendo olhar pro outro para juntos fazer a instalação concertada de algo maior; construir, erguer, montar, armar.

Mas até chegar lá demanda treinar a execução ; preparar, ensaiar, ensaiar e ensaiar. Até concertar.

Mas quando concertar era latim, concertare queria dizer combater, lutar; rivalizar, porfiar; discutir, disputar, argumentar, e me ponho a pensar ... mas como???? Então sou lembrado de que quem acerta, em um certame, entra nele para terminar o que ficou mal resolvido, na medida em que qualquer luta visa a um ajuste, a uma ordem, buscando concertar algo que se achava confuso, ou injusto ou mal.

Assim, se este mundo me deixa desconcertado, sinto que preciso me armar e ir para a luta, e que não vão ser outras armas que me trarão a ordem pela qual clama a minha alma, a não ser um belo concerto, uma harmonia de vozes, a combinação dos sons e o enlevo das notas. Lutar com arte, com acordo, com harmonia, com diálogo, escolhendo o inusitado para por um fim nesta questão.

(para Tina e Helma)

6 comentários:

Bruno Haller disse...

cara...vc é maluco mesmo. assim mesmo o raciocinio é bom... um dia eu concerto minhas idéas e acompanho melhor as tuas!

Gustavo Brandão disse...

... e a música, caro amigo, se faz mais pela harmonia e equilíbrio das pausas do que pelo som da nota! Um verdadeiro concerto nada mais é do que o limite certo para cada som/tom!
A vida, bem concertada, é bela!!
Gustavo.

Luis Patricio disse...

Esse soteros é o mesmo da soteriologia também ?

Beda disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Beda disse...

A beleza destas palavras, concertadamente me deram o prazer de enxergar este "post" como um belo poema que sutilmente nos faz voltar aos nossos próprios conceitos...

starkiller disse...

perfeito, seu texto vem de encontro com o que eu diria sobre o "concerto" estava navegando em busca de palavras para descrever o tal "concerto" mas vc foi irretocavel, me dei alibertade de postar seu texto com o link referido ao seu blog, parabens!